Prefeitura Municipal de Mogi Mirim

Secretaria de Saúde

27/07
2018
0 comentários

UBS’s darão vacina contra a gripe; quantidade de doses enviada pelo Estado é reduzida

A partir de segunda-feira (30) as UBS’s (Unidades Básicas de Saúde) prosseguirão com a campanha de vacinação contra a gripe. No entanto, a Secretaria de Saúde alerta que em decorrência do número reduzido de doses que o município recebeu, o período de vacinação será menor. Nesta etapa, as doses serão destinadas apenas aos grupos prioritários e haverá a distribuição de senhas com o propósito de organizar o fluxo de vacinação. As crianças do grupo prioritário poderão vacinar também em 04 de agosto – o Dia D da Campanha de Pólio e Sarampo.

Em Mogi Mirim, a Campanha Influenza iniciou em 23 de abril e foi até 1º de junho. No entanto, em decorrência da baixa cobertura, a aplicação de vacinas foi prorrogada até 22 de junho. Já nesta terceira etapa de vacinação, a Secretaria de Saúde conseguiu uma quantidade reduzida de doses para atender integrantes do público-alvo que ainda não foram imunizados. As datas das campanhas e a quantidade de doses recebidas são determinadas pelos governos federal e estadual. O combate ao vírus da gripe também é efetivado através da conscientização e atitudes preventivas adotadas pela população.

Sobre a doença Influenza (gripe suína): é uma infecção viral que afeta principalmente o nariz, a garganta, os brônquios e, ocasionalmente, os pulmões. A infecção dura aproximadamente uma semana, sendo reconhecida por apresentar febre alta de início repentino, acompanhada por dores musculares, dor de cabeça, mal-estar intenso, tosse não produtiva, coriza e rinite. Idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, ou imunodeficiência são mais vulneráveis aos vírus e um indivíduo pode contrair a gripe várias vezes ao longo da vida.

Sobre a transmissão desta gripe: o vírus Influenza é transmitido facilmente de uma pessoa infectada para outra por meio de gotículas e pequenas partículas produzidas pela tosse, espirro ou durante a fala, além do contato das mãos com superfícies contaminadas.

Sobre o período de maior risco para a transmissão desta gripe: A Influenza ocorre durante todo o ano, mas é mais frequente nos meses do outono e inverno, quando as temperaturas caem, principalmente no sul e sudeste do país.

Sobre a Vacina: O Sistema Único de Saúde (SUS) através das Unidades de Saúde oferta a vacina que protege contra os tipos A, B e C do vírus. A vacina contra gripe é segura e é a intervenção mais importante para evitar casos graves e mortes pela doença. O organismo humano leva, em média, de duas a três semanas após a vacinação para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe. Por isso o ideal é realizar a imunização antes do início do inverno.

Quem pode receber a vacina: Qualquer pessoa com mais de seis meses pode ser vacinado, porém no SUS a vacina é ofertada para uma população com maior risco de complicações e morte pela doença, sendo estes: idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres em até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional e portadores de doenças crônicas. Lembrando que esta vacina é oferecida em esquema de campanha antes do início do inverno.

Situação da Influenza na nossa região: Quatro casos da doença já foram confirmados, além de notificações que aguardam resultado de exame e também óbitos confirmados em outros municípios.

Fotos: divulgação

Compartilhe:

0 Comentários

Ainda não foram feitos comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

CAPTCHA security code

Jornal Oficial

Cadastre-se para receber novidades

Seu e-mail estará seguro conosco.
Nós não iremos compartilhar suas informações!