Prefeitura Municipal de Mogi Mirim

Secretaria de Governo

19/09
2018
0 comentários

Cirurgia em Dia: Santa Casa de Itapira também vai realizar procedimentos

O programa Cirurgia em Dia segue com a realização de procedimentos que visam zerar a fila de espera nas mais variadas especialidades em Mogi Mirim. Para reforçar a realização das cirurgias eletivas, além do Hospital Bom Samaritano, em Artur Nogueira, o prefeito Carlos Nelson Bueno assinou, nessa terça-feira (18), autorização que permite o credenciamento da Santa Casa de Itapira.

O hospital irá iniciar os procedimentos com cirurgias dermatológicas e ginecológicas. Para o prefeito, será um avanço no programa. “Quanto mais hospitais e profissionais estiverem aptos para fazer as cirurgias, mais rápido vamos caminhando e podemos atender a população que espera há anos por isso”, afirmou o prefeito.

Santa Casa de Mogi Mirim

A Santa Casa de Mogi Mirim deverá ser a próxima a reforçar a realização das eletivas. No caso do hospital de Mogi Mirim, deverá ser assinado um convênio que também permitirá a redução da fila de espera por cirurgias. A Santa Casa já concordou com a minuta do convênio apresentado pela Prefeitura que prevê a realização de 80 cirurgias por mês.Nos quatro primeiros meses, serão 40 procedimentos pagos pela Prefeitura e outros 40 compensados das cirurgias já pagas e ainda não realizadas.

Atualmente, a Prefeitura espera a realização de 160 cirurgias ainda não feitas pela Santa Casa, mas todas devidamente quitadas. A assinatura do convênio, com duração de 12 meses, só depende do aval do Conselho Municipal de Saúde, que deve se reunir no próximo dia 25. A Prefeitura destinará até R$ 4 milhões para o Programa Cirurgia em Dia. “Nossa prioridade absoluta é acabar com essa lista de espera. Tenho cobrado os resultados diariamente da secretária de Saúde e as cirurgias de maior complexidade vão começar a ser feitas nos próximos dias”, concluiu.

Cirurgias

A secretária de Saúde, Rosa Iamarino, determinou a abertura de sindicância administrativa para apurar qualquer suposta alteração na ordem da lista de cirurgias eletivas. O apontamento partiu da Câmara Municipal, contudo sem a apresentação de quaisquer provas. Ainda assim, Rosa determinou a sindicância para que a população tenha certeza da lisura com que os precedimentos são tratados.“Tenho absoluta certeza de que as cirurgias seguem a ordem de marcação das mesmas. Não permitimos esse tipo de favorecimento nessa Administração. São acusações levianas e a sindicância apurará que não há procedimento irregular”, afirmou Rosa.

No último relatório apresentado pela Secretaria de Saúde, no começo do mês, quase 300 cirurgias haviam sido feitas por meio do programa Cirurgia em Dia.

Fotos: divulgação

Compartilhe:

0 Comentários

Ainda não foram feitos comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

CAPTCHA security code

Jornal Oficial

Cadastre-se para receber novidades

Seu e-mail estará seguro conosco.
Nós não iremos compartilhar suas informações!