Prefeitura Municipal de Mogi Mirim

Secretaria de Relações Institucionais

11/07
2019
0 comentários

Aberta licitação para reforma do Centro Cultural Lauro Monteiro de Carvalho e Silva

Uma das prioridades da Secretaria de Cultura e Turismo, a reforma do Centro Cultural Prof. Lauro Monteiro de Carvalho e Silva, localizado na Avenida Santo Antônio, região central de Mogi Mirim, está prestes a se tornar realidade. A Prefeitura publicou, na edição do dia 3 de julho do Jornal Oficial do Município, a abertura de licitação para contratação de empresa especializada em serviços de engenharia visando uma reforma completa no espaço cultural. Os interessados têm até a próxima terça-feira (16) para cadastramento das propostas na Secretaria de Suprimentos e Qualidade, com sede na Rua Dr. José Alves, 129, no Centro. A abertura dos envelopes está programada para o dia 19.

Com recursos próprios de R$ 1.020.835,69, a Administração Municipal projeta dar início aos serviços até setembro e finalizar a reforma no primeiro trimestre de 2020. A abertura da licitação reforça o compromisso do prefeito Carlos Nelson Bueno em colaborar com a reforma do prédio, considerado a casa da dança, arte e música na cidade, valorizando ainda mais o papel da cultura em solo mogimiriano.

A reforma

O trabalho prevê a restauração de parte do piso do 1º andar, pintura das áreas interna e externa, incluindo a fachada, que será revitalizada, além das salas administrativas e de atividades, correção da parte elétrica, troca de cerca de 200 luminárias, substituição do piso na entrada do Centro Cultural, nova mureta e guarda-corpo.

A reforma do telhado e adequação da acessibilidade em todo o prédio também estão incluídos, bem como melhorias nos banheiros, que ganharão sistema de acessibilidade. As obras atingem ainda a sala de exposição e o teatro.

Ali, estão previstas melhorias no palco, com a substituição do piso, mudanças na parte elétrica, retirada do forro, troca de divisórias por drywall, impermeabilização, reforma dos camarins, nova iluminação e, em um segundo momento, a substituição das poltronas. Neste caso, o serviço não se encaixa dentro do orçamento inicial, já que a segunda etapa da reforma prevê a troca de mobiliário e abertura de nova licitação.

Está inserida na reforma a elaboração de um projeto de sistema de combate a incêndios, com instalação de hidrantes, porta antichamas e toda a estrutura necessária para evitar acidentes ou danos ao prédio. A execução, assim como a compra do mobiliário, também fazem parte da segunda etapa de obras.

Plataforma Elevatória

A instalação de uma plataforma elevatória, de olho na acessibilidade, é mais uma benfeitoria. A medida tem como objetivo contribuir com o acesso ao segundo andar do prédio, de olho na reativação do museu. A Secretaria de Cultura e Turismo trabalha junto ao Sisemm (Sistema Estadual de Museus de São Paulo) para o processo de municipalização do espaço dedicado à exposição de peças e acervo histórico. A ideia é que após o término da reforma o museu seja reaberto ao público.

Marcos Antônio Dias dos Santos, o Marquinhos, não esconde a satisfação pela proximidade de um projeto visto como essencial em sua gestão à frente da Secretaria de Cultura e Turismo.

“Era um sonho, um dos itens primordiais. O Centro Cultural é o templo da música, do teatro, da dança e um dos lugares que temos como ferramenta de cultura em Mogi Mirim. Tenho certeza que será um marco, um legado para a população”, exaltou.

Compartilhe:

0 Comentários

Ainda não foram feitos comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

CAPTCHA security code

Jornal Oficial

Cadastre-se para receber novidades

Seu e-mail estará seguro conosco.
Nós não iremos compartilhar suas informações!